NOTÍCIAS

Equipe da UPA Aeroporto participa de treinamento em São Paulo – Hertz Noticias

Compartilhar:

Uma equipe de técnicos da Secretaria Municipal de Saúde, que atua na UPA SUL, no Jardim Aeroporto, tendo à frente, a coordenadora de Enfermagem, Cibele Gomes dos Santos, participa essa semana de um treinamento que faz parte de um projeto do Ministério da Saúde, em conjunto com o Hospital Sírio Libanês. Trata-se do desdobramento de uma atividade, que vinha sendo feita por uma equipe desse hospital, que inclusive esteve no começo do ano, visitando e conhecendo o dia a dia na unidade de Franca.

Desde a segunda-feira, quatro profissionais da Prefeitura passaram a participar das sessões de Aprendizagem Presencial (SAP), focadas no reconhecimento precoce de SEPSE (termo utilizado para identificação de infecção generalizada), nas UPAS. Esse projeto contempla um total de 30 Unidades de Pronto-Atendimento do Estado, por triênio e a UPA de Franca, do Jardim Aeroporto, foi selecionada no período de 2021-2023, para esses treinamentos.

Workshop, palestras e oficinas com atividades teóricas práticas, sobre o manejo de Sepse e a implantação do protocolo na unidade, fizeram parte da rotina durante estes 4 dias de atualização e aprendizado. Além da coordenadora Cibele, a equipe de Franca presente esteve composta por Humberto Tavares de Carvalho Júnior – Diretor Técnico, Priscila Gomes de Oliveira David, enfermeira e Lucas Silva Cintra, farmacêutico todos da UPA Aeroporto. Segundo eles, uma soma de informações que está ajudando e ajudará ainda mais na melhoria dos serviços, que são oferecidos à população.

Desde 2021, quando a UPA foi incluída nesse projeto, a equipe vem participando de aulas, palestras e demais atividades no formato on-line. Em fevereiro, uma comitiva do Hospital Sírio Libanês esteve em Franca, para conhecer de perto a dinâmica de atendimento e colocada em prática pela equipe da unidade. De acordo com a coordenadora de enfermagem, essa capacitação é de suma importância, pois é um protocolo que vem sendo construído desde o ano passado.

Os indicativos mostram que inúmeros benefícios já foram contabilizados, dentre eles, maior agilidade na identificação da Sepse e maior rapidez no tratamento desses pacientes, no fornecimento da medicação, uso de antibióticos, coleta de exames e solicitação de vagas de internação.

A coordenadora de enfermagem destaca por fim, que a exemplo de qualquer outra doença, a infecção generalizada quanto mais cedo for identificada, maiores são as chances de recuperação do paciente.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *